Estou errado ou estou ajudando?

Tem algumas coisas (sim, apesar de não parecer, são apenas algumas) que me irritam DEFINITIVAMENTE nessa vida. E não estou me referindo ao arranhado da parte de tras do meu MacBookPro…Essas coisas são bem piores, acredite.

Quer vencer?

Acabo de sair da faculdade e decido ir ao posto comprar alguma cerveja épica para degustação(isso é sério, a degustação de cervejas tornou-se um hobbie interessante para mim e tenho me dedicado, inclusive, ao estudo da cerveja e suas características nos meus SEGUNDOS VAGOS) e eis que, depois de escolher a minha Colorado Indica (escolhi ela por ser uma pale ale. Se você não sabe o que é uma Pale Ale, porfavor, google irá te ajudar 😉 ) quando ouço uma voz um tanto quanto….como posso descrever…é…hum…BEBADA. Segue a conversa:
– Meu senhor, o senhor não tem uma moedinha pra eu comprar alguma coisa pra comer, meu senhor?
– Cara, foi mal, to sem nada aqui
– Mas nem no carro, meu senhor?
– nem no carro, tô sem nada…

e saí andando, deixando o ser esbravejar la. Em outras ocasiões eu teria fuçado, pegado as moedinhas que eu TENHO e dado pro ser, que rezaria, mesmo que falsamente, aos céus para que Deus me abençoasse e bla bla bla. Mas hoje NÃO! NUNCA MAIS!

E o porque disso? Simples: EU SEI O QUANTO SUEI PARA COMPRAR MINHA CERVEJA! Bom, vamos nos ater a alguns fatos:

* Segundo a Bíblia Católica, Jesus fala que “quem não trabalha, não tem o direito de comer”, e sabe o que eu acho disso? Justo, muito justo. Analisando a sociedade e filosofando sobre o Mundo e as coisas que nos cercam vemos que as profissões tem um cunho religioso, um algo sagrado por trás da máquina voraz do capitalismo: Elas AJUDAM AO PRÓXIMO! Pegaremos como exemplo minhas profissões: Sou músico, profissão essa que, através de notas e poesias refletidas nelas, serve para levar uma palavra de conforto, experiência e sabedoria para todos aqueles que sofrem, que tem dores, males, dúvidas. Justo eu ganhar por isso? Justo. Ajudo a sociedade e a sociedade me ajuda, é simples. Outro exemplo? Sou professor de música e de Inglês, profissão esta que, mui nobremente, se encarrega de transmitir todo o conhecimento obtido pelo professor aos que o assistem, afim de formar novos pensadores, críticos, analistas e, porque não, professores? Justo eu ganhar por isso? Justo, muito justo. E por fim, mas não menos importante (longe disso) sou analista/programador de sistemas, profissão esta que ajuda a todas, pois através de meus conhecimentos facilito e automatizo processos para elevar a produtividade dos funcionários de uma empresa e assim fazer com que ela cresça podendo gerar mais lucro para si e para os funcionários, deixando todos felizes. Justo eu ganhar por isso? Poxa, se num for, me mato.

Ainda sobre espiritualidade, Budda (o primeiro, tido como Buda histórico) Dizia que “quem não trabalha, não tem o direito de comer”. Notou alguma semelhança? Eu notei várias…

Também não quero, de forma alguma, usar meu trabalho como escudo para ser “o perfeito”. Muito longe disso, sou apenas um rapas como outro qualquer, mas essas coisas me irritam muito…Bom, próximo fato:

* Enquanto ele falava comigo, eu escutava um barulho infernal de moedas balançando. Ele, na certa, já tinha dinheiro o suficiente para comprar a comida que ele queria. Poxa, 2 salgados são o suficiente, pelo menos, para forrar o estômago e dormir tranquilo, e isso sairia uns R$3…R$3,50…no máximo 4 reais, vai. Último fato:

*Já mencionado aqui antes, o ser parecia estar bêbado. Caraca, meu…Bêbado? Olha, tudo bem…alguns (assim como eu pensava antes) vão tentar me convencer de que mendigos (que esse cara nem parecia ser, tava com uma roupa até bem limpinha), bebem para esquecer seus inúmeros problemas. Ok, ok…por esse prisma, até que vocês PODEM, NO FUNDO, ter razão. Mas sou de opinião contrária. Vou demonstrar com mais alguns fatos:

* Silvio Santos tem grana? Tem né….Pois bem, não tinha e tampouco tinha o que comer. Pediu esmola alguma vez? Sim, uma única, até conseguir comprar uma CANETA e vender ela…assim comprando mais e mais e vendendo mais e mais CANETAS e pronto…suor e mais suor depois conseguiu o que tem hoje.

* Steve Jobs (R.I.P) era milionário né….Era nada. No começo, conforme ele mesmo disse em um discurso, tinha apenas 1 (UMA) refeição decente na SEMANA, em um templo hare krishna, e para isso ele tinha que andar MUITO, acreditem. Com suor sim, que se tornou quem era.

* Um determinado barbeiro de minha cidade natal, Orlândia, que não vou citar nome aqui, tem uma história parecida. Sem ter o que comer foi se virando até ter seu salão, seu carro, sua casa…

E então? Depois disso aí você ainda vai tentar tomar as dores do VAGABUNDO? Sim, VAGABUNDO, MALANDRO…Veja bem, não quero ser hipócrita, eu não tenho noção do quão difícil é viver nas ruas, mas…vem cá…da pra sair dessa, né? É a sua CRUZ, camarada. Cada um sofre de um jeito. TODOS NÓS SOFREMOS, sofremos de uma forma ou de outra. Se não por dinheiro, por amor…é o preço que temos que pagar.

Bom, vou parando por aqui, senão o post vira páginas e páginas. MAs dou um conselho: Não de esmola, existem órgãos para ajudar essas pessoas e elas nem interessadas estão. COmo diria Budda: “Não ilumine a quem não quer ser iluminado!”

Grande abraço, amigos 🙂

Sacerdote budista?

Caros leitores (ou o que restou de vocês, afinal, já não eram muitos mesmo…), falem sério: Quantos de vocês votaram que eu havia morrido, e por isso, parado de atualizar o blog??
Bom, lamento lhes informar, mas eu de morto não tenho absolutamente nada. Eu apenas tirei umas “férias” do blog (juro que não farei isso novamente). Passei por uns momentos meio hardcore demais e achei que não vinha (e não vem) ao caso comenta-los aqui.

Bom, deixando de lado esse lindo bla-bla-bla, vamos ao que realmente importa:

Quando eu penso que já vi de tudo, tem sempre algo mais absurdo ainda! Estava eu surfando inocentemente pela internet e topo com a seguinte notícia: EX-LÍDER DE GRUPO VÂNDALO JAPONÊS VIRARÁ SACERDOTE BUDISTA!

Um dos homens que liderou a máfia japonesa yakuza vai virar um sacerdote budista a partir desta quarta-feira (8) em uma cerimônia que deve ser realizada em um templo ao sul de Tóquio, segundo o jornal japonês “Sankei Shimbun”, nesta terça-feira (7), que cita fontes policiais.
Tadamasa Goto, de 66 anos, foi um dos chefes da máfia, mas acabou expulso por imposição de integrantes do grupo. Por anos, ele formou uma fortuna em cima de prostituição e crimes do colarinho branco, tudo sempre mantido com o uso da violência.

Em outubro de 2008, porém, ele acabou sendo expulso do ‘sindicato do crime’ após uma forte discussão com outros chefes da yakuza, que não vinham aprovando o seu comportamento. Assim, criou a sua própria máfia, segundo reportagens da mídia japonesa.

Ainda conforme o jornal, ele teria feito um acordo com agentes do FBI (polícia federal americana). Em troca de informações de outros chefões da máfia e de possíveis ligações com a Coreia do Norte, ele poderia ter o visto para entrar nos Estados Unidos e passar por uma cirurgia no fígado, em 2001. Ele ainda doou US$ 100 mil para o hospital onde passou pela operação. O jornalista japonês que publicou a história da cirurgia recebeu ameaças de morte.

Olha, fico realmente muito feliz em ver que a humanidade ainda tem salvação!

Namo Amida Butsu, pessoal!

lider yakusa