E eu me ferrei mais uma vez…

Então, só pra variar eu decidi, semana passada, fazer uma coisa que eu quase nunca faço: Me ferrar!

Um dos meus livros favoritos, o guia do mochileiro das galáxias, escrito em 1979 por Douglas Adams, fala que o mundo acabou em uma quinta-feira, fato este que, para mim, não seria de se estranhar se fosse verdade. Mas não é por isso que não gosto de quintas…as piores coisas que aconteceram comigo se deram em uma quinta-feira. Quinta é o dia que não é nem quarta nem sexta…é o dia que não passa de jeito nenhum…o dia que você encontra aquele amigo chato que fica te alugando o dia todo e por aí vai…Alias, segundo a minha teoria, aquele filme, o sexta-feira 13 na verdade se chamaria quinta-feira 12, mas como não ia vender, mudaram a lenda. As noites de quinta também são, em sua essência, chatíssimas e pavorosas pois, se você resolver sair para tomar uma, amanha, sexta-feira, acordará com uma tremenda ressaca que impedirá você não só de trabalhar, mas como de curtir o verdadeiro e merecido fim-de-semana que começa na sexta a noite. Repararam como as piores aulas sempre caem numa quinta? Foda, né? Na empresa que eu trabalhava antes era meio que uma regra: “Toda quinta o trabalho triplicaria”, e isso acontecia mesmo e do NADA…Brotava trabalho da terra, só pode.

Na minha atual empresa até que não acontece isso…todo dia tem trabalho de sobra, então meio que nesse aspecto quase que tanto faz, com a exceção de  que nesse maravilhoso dia quase nada da certo, bom, foco Marcus, foco…Vamos ao acontecido:

Era uma manhã de quinta-feira e, como sempre, o sol estalava na minha janela queimando cada piolho que, por ventura, ousaram a se refugiar na minha cabeça tri-color (não, não to falando do time…tenho cabelos morenos claros, brancos e loiros…e todos naturais…eu sei, sou uma aberração genética, mas isso é material para outro post), levantei com um certo desconforto intestinal, fui dar um jeito na situação e depois tomar banho/café/escovar os dentes/me trocar e depois pegaria meu rumo. Até eu fazer tudo isso, vi que me atrasei…Mas isso quase nunca me abala, sou da seguinte filosofia: “Ja ta atrasado? Então relaxa, sua vida vale mais que 5 minutos.” e assim catei as chaves do meu carrinho (R.I.P) e fui pro trabalho.

Existe um caminho que 90% das vezes eu fazia: Sair de casa, pegar o primeiro balão, seguir à esquerda na rodovia toda vida, virar novamente à esquerda, subir, esquerda de novo, reto toda a vida e finalmente, estacionar de ré no estacionamento encascalhado do cliente que presto serviço…Um caminho simples e sem complicação alguma (na prática é realmente mais fácil, acredite)…Todo esse trajeto demora, em média 10 minutos redondos…Bem, não foi diferente dessa vez…eu cai na rodovia, segui reto e do nada uma BOA MOTORISTA me cortou, erroneamente, a frente. Resultado: Meu carro sofreu um dano CONSIDERÁVEL e o dela apenas amassou a porta (era um desses carros antigos  pa burro feitos de uma lata a qual suspeito que derrubaria um prédio sem causar muito dano ao carro).

Para facilitar o entendimento, fiz esse desenho aqui (uma obra de arte, como podem perceber). Notem que o meu carro é o circulo pintado, o carro da moça é esse ae do meu lado esquerdo, o traço verde é a EXCELENTE manobra que a ESPERTA fez a fim de pegar o retorno e o carro de trás fugiu o mais rápido que pode…

Foi assim que aconteceu...

 

Enfim, como podem ver, eu estava certo, pois estava na via esquerda, tido como via de ultrapassagem, o que, na verdade, eu havia acabado de fazer com o carro ali de trás (aquele que fugiu). Mas quem disse que a BOA MOTORISTA admitia a culpa? Não me preocupei muito com certos e errados no começo: sou meio “Shun de Andrômeda”, me preocupo com o bem-estar dos outros acima do meu e, nesse momento, era o que eu estava tentando, pacientemente, fazer (em vão). A boa moça só sabia gritar que eu estava erradissimo porque ela deu seta (claro, porque retrovisor é lenda e andar na faixa correta para se fazer uma manobra também é lenda, né). Alias, gostaria MUITO de freqüentar uma auto-escola dessa cidade, porque parece que são bem fraquinhas…Nunca vi um povo que dirige tão mal e desrespeita tanto as setas, sinais, leis e ordens de trânsito. Dirigir aqui é para os fortes!

Passado o susto, a moça se recusou a ir ao hospital e a fazer um B.O (não adianta me falar para ligar pra polícia…eu liguei assim que saí do carro, mas eles não vão ao local se não houver vítima…absurdo isso, mas é a lei). Então entramos em um acordo e deixei ela ir…Reboquei o meu carro até a cidade onde moram meus avós e cidade onde reside o mecânico de confiança da família. Logo em seguida, orientado pelo meu sogro, fiz alguns procedimentos para minha segurança caso a moça quisesse, depois, agir de má fé.

Passada uma semana do ocorrido, aqui estou eu: São, salvo, seguro e esperando o meu carro novo chegar…aproveitei que iria ter que gastar MUITO para arrumar o meu velho e ja troquei de vez…sou prático 😉

 

No mais é isso, quando o novo carrinho chegar, posto fotos aqui proceis…

Bejo na bunda, meu povo!

Como minha vida mudou…

Bom dia, meus pirilampos!

Apesar do loooongo tempo que eu não escrevo aqui, não me esqueci de vocês, meus fieis leitores…Eu apenas estava completamente sem tempo (e estou ainda, na verdade).

Lembro que algum tempo atrás eu havia comentado que gostaria de mudar de vida, de morar sozinho e ter um emprego e talz. BOm, isso aconteceu e não posso esconder o quão feliz estou por isso.

Antes a minha rotina era basicamente: Acordar, comer, jogar, ir para a faculdade e dormir. Aos poucos fui pegando algumas aulas de música particular o que me ocupava 3 dias por semana e me dava muito prazer e satisfação (fora uma certa graninha, claro hehe). Finalmente eu fui contratado por uma escola de música de Orlândia, minha cidade natal e então as coisas mudaram um pouco…eu tinha meus alunos particulares e mais os da escola, me ocupando 5 dias por semana e me dando igual prazer, mas então algo realmente inesperado aconteceu…Fui contratado por uma empresa de desenvolvimento.

Preciso falar que minha rotina mudou drasticamente?

Oia o que me falta ae =)

.

.

.

Tá, preciso =)

Como na área de tecnologia se paga relativamente bem, eu me mudei da casa dos meus avós…Agora tenho meu apartamentinho esperto e não divido com ninguém(coisa que fiz muito quando estudava música e acreditem, não deu muito certo). Algum tempinho depois foi a hora da revolução: Troquei meu computador…Pra quem não sabe, eu possuía(na verdade possuo até hoje) um macbook branco de 2008, que agora foi substituído por um MACBOOK PRO 15…É, as coisas evoluem…Fora o gostinho de poder sair com a namorada para comer fora sem ter que pedir grana emprestada.

Acho que tô virando hominho: Tenho meu apartamento, tenho meu carro, meu macbook pro e estou planejando a compra do meu nintendo Wii…E por falar nisso, acho que tenho que atualizar aquele post que falo a respeito de meus gadgets…tá completamente fora aquilo =P

Moral da história: Tá explicado o porque de eu ter desaparecido do blog? Tempo falta, meus amigos…Mas não se preocupem, acordarei todo dia meia hora mais cedo só pra postar aqui =P

A saga pelo MACBOOK – Parte 1

Pode cre!

Pode cre!

Bom dia desocupados leitores de plantão! Como prometido, aqui vai a primeira parte da magnífica saga por mim vivida afim de angariar um lindo (e trabalhoso) Maczim…

Tudo começou na segunda-feira passada. Pesquisando um pouco, encontrei uma loja que vendia o macbook que eu queria por um preço um tanto mais baixo que nos outros lugares. Assim que vi isso, imaginem qual foi a minha reação…Falar pro vôzão que eu tinha descoberto o mapa da mina:

-Olha, vô! Aqui nessa loja a bagaça tá mais em conta!

-Porra, imagina se não tivesse!

-É, tá achando caro? Oia o preço mesmo da bagaça (nesse momento dou um singelo CONTROL + TAB e troco de aba, indo para um outro site que tinha o preço mais comum do nosso amiguinho MAC. Claro que ja deixei tudo pronto intensionalmente)

-Verdade, deve ser promoção…Vai até quando?

-Isso eu não sei, aqui não diz muita coisa…

-Tá, perae (ele se dirige ao quarto)

-ahan

-Pronto! (nesse momento ele saca uma calculadora do bolso) olha, se eles dividirem em 4 podemos ir amanha ver isso, tenho que ir para Ribeirão mesmo…

-Bom, só saberemos indo!

Depois desse construtivo diálogo e com um sorrizo de 40 metros no rosto, estava tudo decidido! Aquela seria a minha ultima noite usando windows/linux em dual boot! (sonhar não é proibido, atentem a esse fato!).

6 horas da manha de terça feira: Um frio do caraleo e eu de pé embaixo do chuveiro, todo feliz e contente tomando um belo banho para pegar a estrada…Depois de me trocar, tomei um rápido cafezinho e chamei o vozão. 7:30 pontualmente estavamos na estrada…E é aí que o trêm começa a ficar engraçado de verdade!

Depois de um certo tempo, chegamos a um local onde vários vendedores de ensumos agrícolas e plantas em geral se unem para ganhar a vida honestamente com aquilo que a generosa mãe natureza permite que eles façam: Vender plantas e ensumos! (sério?) Entramos em umas 6 ou 7 lojinhas, compramos terra vegetal, correntes, esterco, bla, bla e…….PLANTAS! (ahan, aquela foto ali de cima é o NOSSO CARRO, e não uma selva amazônica como vocês estavam pensando!). Os termômetros registravam 8 graus e meu nariz congelava até o ponto de eu não mais o sentir…Foi foda!

Depois de muitas plantas (acredite, o carro ficou mais cheio de plantas doque essa foto pode mostrar, mas como meu avo estava por perto, não pude tirar mais fotos…hehe) nós seguimos para a bendita loja…E vocês, aguardem o próximo post! 😉

“O” dia foi hoje…

azar

Boa tarde endiabrados leitores compulsivos de blogs!

Como é de se esperar, tendo em vista o título, meu dia foi até que bonzinho, mas poderia ter sido mil vezes melhor, eis o desastre descrito abaixo:

Era uma manhã qualquer de quinta-feira, ensolarada como sempre, quente como nunca, estranha  como as que foram e intediante como as que ainda virão. Estava eu dormindo tranqüilamente em minha macia e confortável cama quando derrepente toca meu celular e eu sou chamado para “quebrar um galho” na(…)

Leia logo isso para poder me encher no MSN, seu babaca >>>